Casal vegetariano que deixou filha morrer é condenado

Publicado: 5 de abril de 2011 em Geral

Pais franceses foram sentenciados a cinco anos de prisão por deixar bebê de 11 meses morrer devido a um regime alimentar errado

Paris – Um casal de vegetarianos julgado na França porque seu bebê de 11 meses morreu devido a um regime alimentar desequilibrado e à falta dos cuidados médicos necessários foi condenado nesta sexta-feira a cinco anos de prisão, dos quais deverá cumprir 30 meses.

O tribunal rebaixou em sua decisão o pedido do promotor, que tinha solicitado dez anos de prisão para o casal, contrário ao consumo de todo alimento de origem animal e que tem outra filha de 12 anos.

O casal já passou quatro meses detido e por isso pode aplicar as reduções de pena previstas pela legislação francesa e pode não ter que voltar à prisão.

Segundo o Tribunal de Amiens (noroeste da França), Joël e Sergine Le Moaligou, de 45 e 40 anos, respectivamente, deixaram a filha Louise morrer em 2008 por não a alimentarem adequadamente e privá-la de medicação tradicional, o que teria salvado sua vida, embora soubessem que estava doente.

Em seu lugar, recorreram a cataplasmas, métodos e produtos alternativos que resultaram inúteis. Quando o estado da menina e seu peso (5,7 quilos) preocuparam seus pais suficientemente, eles chamaram os bombeiros, mas estes só puderam constatar que a bebê, que até então tinha sido alimentada apenas com leite materno, havia morrido.

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/casal+vegetariano+que+deixou+filha+morrer+e+condenado/n1300021960051.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s